21 de janeiro de 2018

CSA marca duas vezes na sua estreia pelo Campeonato Alagoano fora de casa, mas Santa Rita arranca empate em 2x2.

Santa Rita e CSA protagonizaram um dos quatro jogos de estreia do Campeonato Alagoano. O segundo tempo foi agitado em Boca da Mata. CSA e Santa Rita apertaram e fizeram os quatro gols do empate por 2 a 2 na etapa final. Destaque para o meia Didira, do Azulão, que deixou dois na rede de João Paulo. Gabriel e Márcio Telê marcaram para o Tricolor. Quem não gostou do resultado na 1ª rodada do estadual foi a torcida do CSA, mesmo jogando fora de casa!

Ambos os times estão na quarta posição da tabela, com um ponto cada. O CSA entra em campo contra o Murici na próxima quarta (24), às 20h30, no Estádio Rei Pelé, em Maceió. Já o Santa Rita visita o Dimensão Saúde na quinta-feira (25), às 20h30, no Estádio Manoel Moreira, em Capela.

PRIMEIRO TEMPO

O CSA mostrou logo o cartão de visita para o Santa Rita. Logo aos 4', Didira teve uma boa oportunidade dentro da área, mas o chute explodiu no lateral Caio, que evitou o primeiro gol azulino. Depois desse lance, os times não agrediram muito e os goleiros não tiveram trabalho. A partida seguiu sem muita emoção.

SEGUNDO TEMPO

A etapa final foi diferente. Os times voltaram com outra postura e os gols surgiram. Aos 20', Didira abriu o placar para o CSA. Seis minutos depois, Gabriel aproveitou a falha do goleiro Mota e empatou para o Santa Rita. O time azulino não se abateu e em ótima jogada de Michal, Didira fez o segundo dele no jogo. Mas os donos da casa empataram a partida aos 33', com Márcio Telê, de pênalti. Aos 40', o Azulão ainda teve a chance de marcar o terceiro, mas o goleiro João Paulo fez uma boa defesa.

PRÓXIMA RODADA - ALAGOANO

Na quarta-feira, o CSA recebe o Murici, às 20h30, no Estádio Rei Pelé. Na quinta, o Santa Rita enfrenta o Dimensão Saúde, no Estádio Manoel Moreira, em Capela. O jogo está marcado para às 20h30, com portões fechados.

Ficha técnica

Santa Rita
1- João Paulo
2- Anderson
3- Jean
4- Wellington
6- Caio
5- Esdra
8- Bruno
7- Paulinho (20- Tenório, aos 16' do 2º tempo)
10- Jairo 18- Igor, aos 37' do 2º tempo)
11- Yan (21- Gabriel, aos 23' do 2º tempo)
9- Márcio Telê
Técnico: Toninho Pesso
Banco: 12- Pavão, 13- Andrade, 14- Carlos Henrique, 15- Claudevan, 16- Ademar, 17- Mateus Costa, 18- Igor, 19- Davi, 20- Tenório, 21- Gabriel e 22- Fernandinho.

CSA
31- Mota
2- Celsinho
3- Leandro Souza
4- Rodrigo Lobão
6- Rafinha
5- Dawhan
8- Boquita
11- Marcos Antônio (20- Bruno Veiga, aos 43' do 1º tempo)
10- Daniel Costa (7- Echeverría, aos 16' do 2º tempo)
19- Didira
9- Michel (32- Maxuell Samurai, aos 40 do 2º tempo)
Técnico: Flávio Araújo
Banco: 1- Dalton, 13- Cristiano, 14- Talisson, 15- Paulinho, 16- Yuri, 17- Caíque, 30- Bruno Veiga, 32- Maxuell Samurai e 7- Echeverría.

Gols
Santa Rita: Gabriel (26' do 2º tempo) e Márcio Telê (34' do 2º tempo).
CSA: Didira (19' do 2º tempo e aos 28' do 2º tempo).

Cartão amarelo
Santa Rita: Anderson.
CSA: Dawhan, Bruno Veiga.

Arbitragem
Árbitro: José Reinaldo Figueiredo (CBF/AL);
Auxiliar 1: Pedro Jorge Santos de Araújo (CBF/AL);
Auxiliar 2: Benílson dos Santos (FAF);
4º árbitro: Felipe Wanderley Uruba (FAF).

Fontes: GE e TNH1

19 de janeiro de 2018

CSA e Sampaio Corrêa empatam por 1 a 1 no Estádio Rei Pelé.

Os Brunos saíram com moral da partida desta quinta entre CSA e Sampaio Corrêa, pelo Nordestão. Primeiro, o Bruno Moura concluiu cruzamento de Reginaldo Júnior e colocou o Tricolor na frente, ainda na etapa inicial. O Azulão foi para cima e teve dificuldades de passar pelo goleiro Andrey. Tentou, tentou, e só deixou tudo igual no fim da partida, aos 44, com Bruno Veiga. O empate por 1 a 1 no Rei Pelé, em Maceió, deixa os times na segunda colocação do Grupo D, com um ponto cada.

1º tempo

O Sampaio foi melhor no primeiro tempo. Chegou aos 10, com cruzamento de Bruno Moura e defesa de Mota, e, aos 22, teve chance com Reginaldo Jr. após passe de Marlon, mas o árbitro marcou impedimento incorretamente. Pelo CSA, Lobão até tentou, aos 24, e errou a meta. Michel, aos 26, também teve chance, mas estava impedido.

O primeiro gol da partida veio com Bruno Moura, aos 27 minutos. A bola resvalou na zaga após cruzamento de Reginaldo e ele chegou livre para guardar, de primeira. O CSA foi tentando chegar e até conseguiu, com Didira, após toque de cabeça de Michel Douglas. Marcos Antônio ainda tentou aos 43, mas o goleiro Andrey defendeu. No lance seguinte, Leandro Souza rolou para Daniel Costa, que bateu com força e obrigou Andrey a fazer outra defesa difícil.

2º tempo

O segundo tempo teve uma disputa pesada entre o ataque do CSA e o goleiro Andrey. O Sampaio se segurou mais e partiu nos contra-ataques, obrigando Mota a também se virar. Na frente, o Azulão exigiu dois milagres de Andrey em finalizações de Didira e Daniel Costa. O Tricolor até controlou melhor o jogo na parte final, mas foi vazado numa jogada de bola parada, especialidade de Daniel. O camisa 10 do CSA cobrou falta pela direita, o goleiro do Tricolor se atrapalhou com a defesa e bola sobrou limpa para Bruno Veiga guardar, aos 43: 1 a 1. Nos acrécimos, Daniel bateu outra falta com muito veneno e Leandro Souza cabeceou pra fora.

Público total: 8.060 torcedores.
Público pagante: 6.866.
Renda: R$116, 660,00

Técnico do CSA - Flávio Araújo minimiza empate em casa: "Dos males, o menor".

Após o jogo, o técnico Flávio Araújo avaliou a partida e minimizou o resultado adverso em casa.

- Sabíamos que tínhamos um jogo difícil. Do time do Sampaio Corrêa que conseguiu o acesso, nove jogadores estão nesse grupo aí. Não foi um resultado excelente, mas dos males, o menor. Não conseguimos a vitória, mas também não perdemos - disse.

O treinador azulino afirmou ainda que já imaginava que o início do jogo seria complicado.

- Eu sei que, logicamente, nós não começaríamos criando muitas jogadas de ofensividade, de gol, mas tivemos dificuldades no primeiro tempo e isso melhorou no segundo. Mas logicamente com o passar dos treinamentos e dos jogos nós vamos melhorar porque nós temos jogadores de qualidade no nosso elenco - garantiu.

Ao analisar a partida de maneira detalhada, Araújo citou alguns pontos que atrapalharam os planos de começar o Nordestão com vitória.

- Nós passamos 19 minutos do primeiro tempo para poder entrar no jogo. Entrar no jogo que eu me refiro é ter produção, criação dentro do campo ofensivo. Antes disso, nós não conseguimos, o Sampaio estava nos marcando muito bem, e nós aceitamos essa marcação. E depois melhoramos... Começamos a ter uma troca de passes, uma criação de linha de passe dentro do campo ofensivo, jogando com mais profundidade, mas infelizmente tomamos o gol no momento em que estávamos melhor no jogo e foi assim até o primeiro tempo. Tivemos o chute do Daniel, com uma boa defesa do Andrey, tivemos uma grande chance com o Didira. Enfim, nós melhoramos analisou o treinador, para depoir arrematar.

- E voltamos para o segundo tempo bem também, só que o gol não saiu. E como o gol não saiu, eu olhei pelos 15, 20 minutos, a equipe começou a alternar, acertar e errar. E era o jogo que o Sampaio queria. Mas nós procuramos não desacreditar, acreditamos que tínhamos condições de buscar um resultado de empate e de vitória. Coloquei o Bruno [Veiga] e o Talisson para dar mais ofensividade pelo lado direito, a mesma coisa com o Caíque, mais ofensividade com o Rafinha, o Marcos Antônio de volante. Enfim, nós procuramos sempre o gol. Infelizmente, tivemos essa última chance com o Leandro, mas a bola não entrou - lamentou.

O técnico azulino aproveitou para falar sobre a expectativa para a estreia do CSA no Campeonato Alagoano, neste domingo, fora de casa, contra o Santa Rita, em Boca da Mata.

- Nós lamentamos pelo não resultado de vitória, mas nos saímos fortalecidos porque buscamos essa vitória. Agora daremos um tempo na Copa do Nordeste e voltamos todas as nossas atenções para o jogo contra o Santa Rita, onde vamos buscar o título e, com todo respeito ao Santa Rita, mas temos que começar com vitória. Logicamente que nós vamos esperar a avaliação do departamento médico, fisiológico e físico para ver quem desses jogadores que iniciaram hoje e o que poderemos fazer para o jogo de domingo. Mas o mais importante é que o grupo está preparado para jogar - concluiu.

Fonte: GE

26 de novembro de 2017

CSA - Camisas com Estrela de Campeão Brasileiro viram febre entre torcedores azulinos, o Zagueiro Jorge Fellipe recebeu proposta do exterior e não fica, mas o Artilheiro do Azulão no Campeonato Brasileiro, Michel Douglas, renova até Novembro de 2018.

Produto ficou esgotado na primeira semana de venda, as Camisas têm a logo de Campeão Brasileiro de 2017.

As camisas do CSA com a estrela de campeão brasileiro chegou às lojas esportivas de Maceió na semana passada e, desde então, as vendas têm sido um sucesso. Os torcedores não pensaram duas vezes para correr e garantir a edição especial,que tem também a logo do título da Série C.

Sócio de uma loja de material esportivo, Antônio Almeida disse que as camisas esgotaram rápido e foi preciso encomendar mais.

– Essa camisa chegou na semana passada e zerou. É um produto que é uma novidade, tem a estrela e a logo do campeão. A procura foi muito boa e vendeu bem. Estamos aguardando outra remeça para o início da próxima semana.

E para torcedor não importa se a camisa é a número 1 ou a 2, o que interessa é vestir as cores azul e branco do produto oficial durante os jogos. Lembrando que no ano que vem o CSA disputa o Campeonato Alagoano, a Copa do Nordeste, a Copa do Brasil e também a Série B do Brasileiro.

– Ah, aqui a saída está por igual, zerou ao mesmo tempo. Tem muito torcedor que já tem camisa do clube, mas que faz questão de ter a com a estrela. Tem também os torcedores que moram fora e que compram as camisas, e essa época a venda é muito boa porque muita gente compra para dar de presente.

As camisas do CSA com a estrela de campeão brasileiro, estão sendo vendidas por R$ 169,00.

Artilheiro do Azulão no Campeonato Brasileiro da Série C deve seguir no clube até novembro de 2018.

A Diretoria do CSA anunciou que chegou a um acordo com o atacante Michel Douglas sobre a renovação de seu contrato. Artilheiro do Azulão na Série C deste ano, com oito gols, o jogador deverá ficar no clube marujo até o mês de novembro do próximo ano.

"Já vínhamos conversando com o Michel há um tempo, mas, na manhã desta quarta-feira, finalmente chegamos a um acordo e ele renovou seu contrato com o CSA", afirmou o presidente do Conselho Deliberativo, Raimundo Tavares.

O impasse em torno do jogador pareceu interminável, já que Michel teria sido sondado por clubes da Série A do Brasileiro, a exemplo do Botafogo, e até do exterior. Até essa quarta-feira, a informação, inclusive, era a de que o centroavante não permaneceria no Mutange. Contudo, após o retorno de viagem em família, o atleta decidiu seguir do CSA para a disputa de Alagoano, Copa do Brasil, Copa do Nordeste e Série B no ano que vem.

Michel fez sua estreia com a camisa do Azulão na partida de abertura da Série C, quando o time do Mutange derrotou o ASA por 3 a 0, no Trapichão. Logo no primeiro jogo, o atacante deixou sua marca, numa demonstração de que seria muito útil na campanha rumo ao título da Série C.

Isso porque Michel foi decisivo em todos os jogos do mata-mata, contra Tombense-MG, nas quartas de final; São Bento-SP, nas semifinais; e Fortaleza, no primeiro jogo da decisão, na Arena Castelão.

O Zagueiro Jorge Fellipe recebeu proposta do exterior e não vai mais defender o CSA em 2018.

As informações foram passadas pelo presidente do Conselho Deliberativo, Raimundo Tavares. Segundo Tavares, a diretoria e o atacante Edinho não chegaram a um acordo financeiro para renovar, e o jogador é outro que não deve renovar. Tavares não descartou Edinho, mas lamentou o fato da pedida do jogador estar acima do proposto pelo CSA. O dirigente disse ainda que o departamento de futebol está procurando um novo zagueiro para suprir a saída de Jorge Fellipe.

Renovações

Goleiros: Mota, Alexandre Cajuru e Dalton;

Laterais: Celsinho e Rafinha;

Zagueiros: Leandro Souza, Rodrigo Lobão e Cristiano;

Volantes: Dawhan, Boquita e Marcos Antônio;

Meias: Daniel Costa, Caíque e Didira;

Atacantes: Maxuell Samurai e Michel.

Reforços

Lateral-direito: Talisson;

Lateral-esquerdo: Paulinho;

Volante: Yuri;

Meias: Echeverría e Joílson;

Atacantes: Leandro Kível e Juliano Levak

Fontes: Globoesporte, Gazetaweb e TNH1.

20 de novembro de 2017

CSA fecha com mais quatro atletas para 2018 - São Eles: Lateral Esquerdo Paulinho (ex-Goiás), o Volante Yuri (ex-Bahia), além do Meia Joílson (Base-Palmeiras/SP) e do Atacante Juliano Levak (Guarani/SC). Além desses, o CSA também está muito próximo de anunciar o meia paraguaio Eduardo Echeverría (ex-ABC/RN).

A diretoria do CSA anunciou, na manhã desta segunda-feira (20), a contratação de mais quatro atletas para compor o elenco visando à temporada de 2018.

Juntam-se ao time campeão brasileiro da Série C DE 2017, o lateral esquerdo Paulinho (ex-Goiás), o volante Yuri (ex-Bahia), além do meia Joílson (Base-Palmeiras/SP) e do atacante Juliano Levak (Guarani/SC). As negociações foram confirmadas pelo presidente do Conselho Deliberativo do Azulão, Raimundo Tavares.

Segundo Tavares, o CSA também está muito próximo de anunciar o meia paraguaio Eduardo Echeverría, que, neste ano, defendeu as cores do ABC-RN. "As negociações estão bem adiantadas e, apesar de ser jovem, o Echeverría é um jogador de bastante experiência e que certamente irá nos ajudar muito", afirmou.

A diretoria maruja trabalha com a margem de 28 atletas para o início da temporada. Por isso, deve ir ao mercado em busca de mais três jogadores, sendo um volante e dois atacantes de beirada, também conhecidos como "pontas".

Em relação às renovações, o Azulão segue negociando com os atacantes Edinho e Michel Douglas - que se destacaram na campanha do título nacional em 2017. Entretanto, o presidente do Conselho Deliberativo afirmou que a permanência de Michel no Mutange "está cada vez mais difícil".

FICHA TÉCNICA - PAULINHO

Nome: Paulo Oliveira de Souza Júnior (Paulinho)
Posição: lateral-esquerdo
Idade: 29 anos
Último clube: Goiás.
Clubes: Paysandu, Tuna Luso-PA, Juventude, Castanhal-PA, Murici, CSA, Coruripe, Botafogo-SP, Londrina e Goiás.

FICHA TÉCNICA - YURI

Nome: Yuri Lima Lara
Posição: volante
Idade: 23 anos
Último clube: Bahia
Clubes: Olaria-RJ e Bahia

FICHA TÉCNICA - JOÍLSON

Nome: Joílson Evangelista dos Santos Júnior
Posição: meia
Idade: 20 anos
Último clube: Palmeiras (sub-19)
Clubes: bases do Cruzeiro e Palmeiras

FICHA TÉCNICA - JULIANO

Nome: Juliano Levak Junior
Posição: atacante
Idade: 21 anos
Último clube: Guarani-SC
Clubes: Ituano e Guarani-SC

SOBRE O VOLANTE ECHEVERRÍA, EX-ABC

"Até amanhã vamos anunciar o nome dele. Está bem adiantado e é um jogador com experiência muito grande, apesar de ser jovem. Vai também nos ajudar muito", disse Raimundo Tavares.

FICHA TÉCNICA - SCHEVERRÍA

Nome: Eduardo Alberto Echeverría Espínola (Echeverría)
Posição: volante
Idade: 28 anos
Último clube: ABC
Clubes: Silvio Pettirossi (do Paraguai), Sportivo Carapeguá (do Paraguai), LDU de Quito, Manta FC (do Equador), Rubio Ñu (do Paraguai), Resistencia SC (do Paraguai), Feirense-BA e ABC.

Paraguaio, Echeverría chegou ao Brasil ano passado, foi titular do ABC durante o primeiro semestre. Na Série B, perdeu espaço, jogou 11 partidas e foi dispensado em julho, Este ano, jogou 30 partidas e fez seis gols.

Atual elenco para 2018

O CSA renovou com 16 jogadores e contratou 6 para a próxima temporada. Confira abaixo:

Renovações

Goleiros: Mota, Cajuru e Dalton;
Zagueiros: Leandro Souza, Jorge Fellipe e Rodrigo Lobão;
Laterais: Rafinha e Celsinho;
Volantes: Cristiano, Dawhan, Boquita e Marcos Antônio;
Meias: Caíque, Didira e Daniel Costa;
Atacantes: Maxuell.

Contratações

Laterais: Tallison (ex-Guarani de Juazeiro) e Paulinho (ex-Goiás);
Volante: Yuri (ex-Bahia);
Meia: Joílson (Base do Palmeiras);
Atacantes: Leandro Kível (ex-ASA) e Juliano Levak (Guarani/SC).

Fonte: Globoesporte e Gazetaweb.

A TORCIDA MAIS FANÁTICA DO NORDESTE DO BRASIL!

O show da torcida Azulina

O show da torcida Azulina
...o trapichão é nosso!