14 de abril de 2018

CSA volta à Série B com vitória em cima da grande equipe do Goiás, final no Rei Pelé CSA 2x1 Goiás.

A estreia do CSA na Série B do Campeonato Brasileiro foi com vitória neste sábado (14), no Estádio Rei Pelé, em Maceió. Com o atacante Walter apresentado para a torcida, o Azulão venceu o Goiás por 2 a 1 e iniciou bem a competição. Niltinho e Michel marcaram para o time da casa e David Duarte descontou para os visitantes.

TROCA DE FAIXAS

Os Campeões estaduais CSA e Goiás trocaram as faixas antes do jogo. Mas o clima amistoso acabou assim que a bola rolou no estádio rei pelé.

Já em entrevista na beira do gramado, o Atacante Walter falou sobre o acerto com o CSA antes da bola rolar.

"É um time grande, graças a Deus mais um time grande na minha carreira. A grandeza desse time fez com que eu estivesse aqui. Importante esse contato com a torcida. Mas como eu falei, é dentro de campo, fazer o meu melhor lá dentro. Tenho um carinho muito grande pelo Sport e o Goiás, por tudo que fizeram. Queria muito estar em campo para ajudar a equipe. Meu último jogo contra o Goiás fiz dois gols pelo Atlético-PR. Uma pena não poder jogar hoje. Vou ter que deixar para o Serra Dourada".

"Sexta-feira que vem contra o São Bento, se o papel estiver pronto, estarei pronto para jogar", discursou Walter pela primeira vez vestindo a camisa 38 do CSA, homenagem ao 38º título estadual conquistado pelo clube no último domingo.

Tabela

Os primeiros três pontos deixaram o CSA na terceira posição da Série B. O Goiás ficou na 15ª colocação, sem ponto. O Azulão pega o São Bento na próxima sexta (20), às 20h30, no Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba-SP. Já o Esmeraldino recebe o Figueirense no sábado (21), às 16h30, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia-GO.

1º Tempo

O Azulão apresentou as credenciais no início do jogo com o camisa 10 Daniel Costa. O meia bateu falta com veneno, a zaga esmeraldina cortou e quase marcou contra. O Verdão retribuiu a gentileza dois minutos depois. Giovanni cobrou falta, Brock fuzilou de cabeça e balançou as redes, mas o bandeira Bruno Cesar assinalou impedimento. O CSA tentou chegar em chutes de fora da área com Niltinho e Xandão, só que Rangel segurou sem problemas. Aos 27', Didira deixou o campo após levar a pior em disputa de bola e ficar com o nariz sangrando.

Aos 33', David Duarte escorou, Júnior Viçosa pegou de primeira e assustou Cajuru. O Azulão respondeu em seguida. Rafinha cruzou, Niltinho ajeitou de peito e Daniel Costa acertou em cheio para a boa defesa de Rangel. Pouco depois, Edinho avançou pela direita, concluiu por cima e o goleiro esmeraldino espalmou novamente, evitando o gol.

2º Tempo

O jogo continuou muito intenso na etapa final. Aos 8', Júnior Viçosa acertou um belo voleio e Cajuru segurou. Perigoso no ataque, o CSA marcou o primeiro gol no retorno à Série B aos 10'. Daniel Costa deu passe muito alto para Niltinho, que saiu na cara do gol, concluiu com categoria e correu para o abraço. O Verdão quase empatou em uma pancada de Pedro Bambu, mas Cajuru defendeu na sequência. No contra-ataque, Rafinha cruzou, Michel cabeceou no cantinho e aumentou o placar aos 13'.

Hélio dos Anjos adiantou as peças e diminuiu aos 20'. David Duarte subiu bem e descontou. Os visitantes seguiram pressionando. Aos 23', Maranhão finalizou e Cajuru espalmou. O Azulão chegou em contra-ataque. Niltinho fez o corta luz, Celsinho emendou, finalizou firme e Rangel evitou o terceiro. No jogo de xadrez entre os técnicos, Marcelo Cabo promoveu a estreia de Elivelton e reforçou a defesa. O Goiás tentou o empate com Breno e Rafinha, só que ambos chutaram para fora.

Nos acréscimos, Echeverría ainda desperdiçou chance na frente de Rangel, mas o gol não fez falta. Na volta à Série B do Campeonato Brasileiro, o CSA estreou com vitória diante da torcida no Rei Pelé.

Ficha técnica

Renda da partida
Público total: 6.626
Público pagante: 5.382
Arrecadação: R$ 90.725,00

CSA
12- Cajuru
2- Celsinho
3- Leandro Souza
4- Xandão
6- Rafinha
5- Yuri
8- Edinho
7- Niltinho (14- Elivelton, aos 40' do 2º tempo)
10- Daniel Costa
19- Didira (27- Hugo Cabral, aos 27' do 1º tempo)
9- Michel (17- Echeverría, aos 30' do 2º tempo)
Técnico: Marcelo Cabo
Banco: 31- Mota, 11- Dawhan, 13- Muriel, 14- Elivelton, 15- Roger, 16- Boquita, 17- Echeverría, 18- Caíque, 20- Velicka, 21- Hugo Cabral e 22- Taiberson.

Goiás
1- Marcelo Rangel
2- Caique Sá (19- Michael, aos 35' do 2º tempo)
3- David Duarte
4- Eduardo Brock
6- Breno
5- Madson
8- Léo Sena (16- Pedro Bambu, no intervalo)
7- Carlos Eduardo
10- Giovanni
11- Maranhão (17- Rafinha, aos 30' do 2º tempo)
9- Júnior Viçosa
Técnico: Hélio dos Anjos
Banco: 12- Marcos, 13- Raphael Silva, 14- Edcarlos, 15- Alex Silva, 16- Pedro Bambu, 17- Rafinha, 18- Lucão, 19- Michael, 20- João Afonso e 21- Figueira.

Gols
CSA: Niltinho (10' do 2º tempo) e Michel (13' do 2º tempo).
Goiás: David Duarte (20' do 2º tempo).

Cartão amarelo
CSA: Niltinho, Xandão.
Goiás: Eduardo Brock.

Arbitragem
Árbitro: Gilberto Rodrigues Castro Junior (CBF/PE);
Auxiliar 1: Marcelino Castro de Nazaré (CBF/PE);
Auxiliar 2: Bruno Cesar Chaves Vieira (CBF/PE);
4º árbitro: José Ricardo Laranjeira (CBF/AL).

Fontes: GE e TNH1

12 de abril de 2018

CSA fecha negociação e confirma contratação do Atacante Walter para a Série B de 2018.

O CSA apostou alto no reforço para o ataque. A diretoria maruja acertou as bases salariais e confirmou nesta quinta-feira (12) a contratação do atacante Walter para a Série B do Campeonato Brasileiro. É a grande aposta do Azulão no cenário nacional. A informação é do repórter Henrique Pereira, setorista do clube.

Segundo o jornalista, a apresentação do atacante será no sábado (14), na partida entre CSA e Goiás, no Estádio Rei Pelé, válida pela estreia da Série B do Campeonato Brasileiro. Walter iniciou a temporada 2018 no Paysandu, onde marcou três gols em 12 jogos.

Foi apurado também que o CSA acertou junto ao Porto-POR, clube que detém os direitos de Jogador Walter, o empréstimo do atacante até o final da temporada de 2018. O Azulão não precisou arcar com multas.

Walter tem 28 anos e ganhou destaque no Brasil ainda nas categorias de base do Internacional. O jogador foi negociado com o Porto-POR, mas terminou voltando ao país por empréstimo para o Cruzeiro. Walter deslanchou mesmo vestindo a camisa do Goiás. Ele apareceu como artilheiro do Esmeraldinho na Série B do Brasileiro em 2012, com 16 gols. Foi o quarto no ranking de artilharia da Segundona naquele ano.

Walter também foi destaque na elite do futebol brasileiro, onde figurou entre os artilheiros da Série A pelo Goiás em 2013, quando ficou em oitavo no ranking da artilharia, com 13 gols. O atacante depois atuou por Fluminense e Atlético-PR.

Além da qualidade e do faro de artilheiro em campo, Walter chamou a atenção no futebol brasileiro pela dificuldade em manter o peso de atleta.

Ficha técnica

Nome: Walter Henrique da Silva;
Data de nascimento: 22/07/1989;
Naturalidade: Recife - Pernambuco;
Posição: Atacante;
Altura: 1,78m;
Último clube: Paysandu.

CSA regulariza mais dois reforços no BID da CBF

O CSA regularizou nesta quinta-feira (12) o zagueiro Elivelton e o lateral-direito Muriel no Boletim Informativo Diário da CBF. Os reforços estão à disposição do técnico Marcelo Cabo para a estreia na Série B do Campeonato Brasileiro.

Fonte: TNH1

10 de abril de 2018

CSA Conquista em seis meses o seu segundo Título e agora o foco é só no Brasileirão da Série B de 2018. Dispensas e Contratações estão sendo trabalhados antes mesmo do Título Alagoano.


AZULÃO DO MUTANGE TEM O CRAQUE DO CAMPEONATO ALAGOANO E APENAS TRÊS ATLETAS NA SELEÇÃO DOS MELHORES DE 2018.

A premiação dos Melhores do Alagoano 2018 foi realizada nesta última segunda-feira (09) e coroou o CSA como grande campeão deste ano. Os atletas azulinos estiveram presentes na eleição do craque do campeonato e na seleção dos melhores jogadores da competição.

O Craque do Campeonato foi o meia Didira, escolhido por meio de votação feita pela imprensa, capitães dos times e treinadores. O jogador foi peça chave na conquista do título, marcando seis gols e terminando a competição como artilheiro do CSA.

Na equipe dos melhores aparecem o volante Yuri e os meias Daniel Costa e Didira, espinha dorsal da equipe campeã.

A cerimônia teve ainda o momento em que o presidente Rafael Tenório recebeu o troféu das mãos do presidente da Federação Alagoana de Futebol, Felipe Feijó, e foi encerrada com o momento em que jogadores e dirigentes azulinos subiram ao palco e levantaram o troféu.

A única falta (que ficou como desportividade para todos!) foi a não presença da equipe e comissão técnica do Crb, que também não deu nenhuma justificativa da sua não participação!

Direção do Azulão do Mutange diz que fechou com o atacante Walter e espera apenas a liberação do próprio Paysandu!

Rafael Tenório: "Walter foi avaliado pela comissão técnica, e o Marcelo trabalhou com ele no Atlético-GO. Ele nunca criou problema por onde passou e sabemos que o problema é com a balança. Jogador interessante, o treinador sabe do potencial e foi indicação da comissão". "Ele só precisa se desvincular, tanto é que nem viajou com o grupo para decidir a situação com o clube e chegar o mais rápido possível em Maceió". "A única coisa que está para resolver com o Walter, é ele com o Paysandu, porque com o CSA já estamos acertados", disse Rafael Tenório.

Novo Contratado

Liberado pelo Atlético-GO neste início de temporada, o goleiro chega para disputar vaga com Cajuru e Mota. Ele é o nono reforço do Azulão para a Segundona - Lucas Frigeri, é mais uma contratação do CSA para a Série B. Segundo o dirigente Raimundo Tavares, o jogador chega nesta terça-feira. Ele já trabalhou com o técnico Marcelo Cabo no Atlético-GO.

Lucas Henrique Frigeri
Idade: 28 anos
Naturalidade: Catanduva (SP)
Posição: Goleiro
Clubes: Catanduvense, Atlético Araçatuba, Inter de Limeira, Luverdense, Rio Claro, São Caetano e Atlético-GO.
Essa foi a 9ª contratação do CSA para a Série B de 2018.

BID

Niltinho entrou no BID nesta terça-feira. Além dele, Velicka e Edinho estão regularizados para jogar no Brasileirão.

Saídas do CSA

Raimundo Tavares já informou que Dalton, Giva, Yago e Bruno Veiga estão saindo do CSA nos próximos dias. O Dirigente falou que contratos dos atletas encerraram agora e não serão renovados.

CSA É O MAIOR VENCEDOR

Com a recente conquista o CSA amplia a sua liderança como maior vencedor dos Estaduais Alagoanos.

Ranking de títulos alagoanos

1º – CSA (38 títulos) – 1928, 1929, 1933, 1935, 1936, 1941, 1942, 1944, 1949, 1952, 1955, 1956, 1957, 1958, 1960, 1963, 1965, 1966, 1967, 1968, 1971, 1974, 1975, 1980, 1981, 1982, 1984, 1985, 1988, 1990, 1991, 1994, 1996, 1997, 1998, 1999, 2008 e 2018.

CBF divulga detalhes dos 12 primeiros jogos do CSA na Série B

A estreia do Azulão será no próximo sábado dia 14 de Abril, contra o também Campeão Goiás, em casa. A partida no Rei Pelé está marcada para as 16h30 inicialmente.

Na sequência, o CSA encara o São Bento, no Estádio Walter Ribeiro, dia 20, às 20h30. Na terceira rodada, recebe o Oeste, às 20h30, no Estádio Rei Pelé, em 27 de abril. O Clássico das Multidões, contra o CRB, será disputado na 10ª rodada da Segundona. O jogo está marcado para o dia 9 de junho e terá o mando de campo do Azulão.

Observe abaixo a tabela dos 12 primeiros jogos do Azulão do Mutange


Fontes: Globoesporte e Gazetaweb

8 de abril de 2018

Azulão é Campeão Alagoano de 2018 - CSA vence o rival CRB por 2x0, quebra jejum e é campeão alagoano pela 38 vez, O Maior Papão de Títulos Estaduais Voltou!


O CSA é o campeão alagoano 2018! O Azulão venceu o CRB por 2 a 0 no Estádio Rei Pelé, na tarde deste domingo (8), encerrou o jejum de 10 anos sem levantar a taça estadual e de quebra evitou o tetracampeonato do rival. É o 38º título alagoano do CSA. Didira e Daniel Costa marcaram os gols do jogo.

Vantagem revertida

O CSA levou apenas um minuto para chegar ao gol de João Carlos. Didira saiu pela esquerda, tentou por baixo e o goleiro fechou a meta com a perna direita. Grande defesa! Melhor em campo, o Azulão continuou atacando. Aos 14', Daniel Costa tocou por cima, Michel tentou a finalização cruzada, mas João Carlos se agigantou e pegou de novo. Aos 18', o CSA marcou. Echeverría subiu pela direita e bateu por baixo. João Carlos espalmou, Didira não perdoou no rebote e guardou.

Com os dois times agitados em campo, o árbitro distribuiu sete cartões, sendo quatro para o CSA e três para o CRB. Um princípio de confusão se formou após Xandão matar contra-ataque e cometer falta em Ayrton, mas o árbitro Wilton Pereira Sampaio acalmou os ânimos. Sem muita agressividade, o Galo só finalizou duas vezes. A primeira com Willians Santana, que Cajuru defendeu, e a segunda com Ayrton, que bateu falta para fora.

O CSA seguiu perigoso no ataque. Aos 35', João Carlos voou para espalmar bom chute de Echeverría. Só que no fim da primeira etapa, aos 44', o Azulão ampliou. Rafinha mandou a redonda na área, Didira tentou o domínio e viu a bola passar. Daniel Costa ficou livre para colocar no canto, anotar o segundo e colocar o time marujo em vantagem.

CSA Campeão!

Determinado em tirar a vantagem do CSA, Mazola Jr. trocou Juliano e Leílson por Rafael Batos e Juninho Potiguar ainda no intervalo. O treinador regatiano adiantou as peças e colocou o bloco na rua. Aos 6', Potiguar cruzou para Neto Baiano, que completou para fora. Dois minutos depois, o camisa 9 recebeu passe de Ratinho e cabeceou errado. Marcelo Cabo respondeu do banco e substituiu Echeverría por Celsinho. Mesmo com estatura elevada, a defesa azulina passou sufoco.

Aos 14', Neto Baiano carimbou o travessão. O Azulão travou o jogo e passou a afastar as bolas pelo alto. No tudo ou nada, Mazola tirou Willians Fernandes e colocou Ruan em campo. Aos 36', Ayrton bateu de longe e Cajuru espalmou. No lance seguinte, Feijão cabeceou com perigo, Cajuru salvou com a mão direita e Xandão, de bicicleta, tirou o gol em cima da linha. No final, Neto Baiano ainda chutou na marca do pênalti, mas mandou para fora.

Wilton Pereira de Sampaio deu sete minutos de acréscimos e os ânimos esquentaram. Aos 51', Daniel Costa trocou empurrões, o árbitro deu o segundo amarelo e expulsou o camisa 10. Fechado, o CSA afastou as últimas investidas esperou o apito final e soltou, depois de 10 anos, o grito de campeão alagoano.

Ficha técnica

CRB
1- João Carlos
2- Ayrton
3- Flávio Boaventura
4- Anderson Conceição
6- Juliano (16- Rafael Bastos, no intervalo)
5- Feijão
8- Willians Fernandes (18- Ruan, aos 28' do 2º tempo)
7- Edson Ratinho
10- Leílson (19- Juninho Potiguar, no intervalo)
11- Willians Santana
9- Neto Baiano
Técnico: Mazola Jr.
Banco: 12- Edson Marrden, 13- Edson Borges, 14- Manoel, 15- Everton Sena, 16- Rafael Bastos, 17- Márcio Passos, 18- Ruan, 19- Juninho Potiguar, 20- Marcão, 21- Pedrinho e 23- Cris.

CSA - CAMPEÃO
12- Cajuru
2- Lennon
3- Leandro Souza
4- Xandão
6- Rafinha
5- Yuri
8- Boquita
17- Echeverría (13- Celsinho, aos 8' do 2º tempo)
10- Daniel Costa
19- Didira (16- Dawhan, aos 27' do 2º tempo)
9- Michel (20- Taiberson, aos 18' do 2º tempo)
Técnico: Marcelo Cabo
Banco: 31- Mota, 13- Celsinho, 14- Paulinho, 15- Lobão, 16- Dawhan, 18- Caíque, 20- Taiberson, 21- Josimar e 22- Giva.

Gols
CSA: Didira (18' do 1º tempo) e Daniel Costa (44' do 1º tempo).

Cartão amarelo
CRB: Willians Fernandes, Willians Santana, Neto Baiano, Anderson Conceição.
CSA: Leandro Souza, Lennon, Xandão, Daniel Costa (2), Boquita.

Cartão vermelho
CSA: Daniel Costa.

Arbitragem
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (FIFA/GO);
Auxiliar 1: Bruno Boschilia (FIFA/PR);
Auxiliar 2: Bruno Rafael Pires (FIFA/GO);
4º árbitro: Rejane Caetano da Silva (FIFA/RJ).

Fonte: Gazetaweb e TNH1

21 de janeiro de 2018

CSA marca duas vezes na sua estreia pelo Campeonato Alagoano fora de casa, mas Santa Rita arranca empate em 2x2.

Santa Rita e CSA protagonizaram um dos quatro jogos de estreia do Campeonato Alagoano. O segundo tempo foi agitado em Boca da Mata. CSA e Santa Rita apertaram e fizeram os quatro gols do empate por 2 a 2 na etapa final. Destaque para o meia Didira, do Azulão, que deixou dois na rede de João Paulo. Gabriel e Márcio Telê marcaram para o Tricolor. Quem não gostou do resultado na 1ª rodada do estadual foi a torcida do CSA, mesmo jogando fora de casa!

Ambos os times estão na quarta posição da tabela, com um ponto cada. O CSA entra em campo contra o Murici na próxima quarta (24), às 20h30, no Estádio Rei Pelé, em Maceió. Já o Santa Rita visita o Dimensão Saúde na quinta-feira (25), às 20h30, no Estádio Manoel Moreira, em Capela.

PRIMEIRO TEMPO

O CSA mostrou logo o cartão de visita para o Santa Rita. Logo aos 4', Didira teve uma boa oportunidade dentro da área, mas o chute explodiu no lateral Caio, que evitou o primeiro gol azulino. Depois desse lance, os times não agrediram muito e os goleiros não tiveram trabalho. A partida seguiu sem muita emoção.

SEGUNDO TEMPO

A etapa final foi diferente. Os times voltaram com outra postura e os gols surgiram. Aos 20', Didira abriu o placar para o CSA. Seis minutos depois, Gabriel aproveitou a falha do goleiro Mota e empatou para o Santa Rita. O time azulino não se abateu e em ótima jogada de Michal, Didira fez o segundo dele no jogo. Mas os donos da casa empataram a partida aos 33', com Márcio Telê, de pênalti. Aos 40', o Azulão ainda teve a chance de marcar o terceiro, mas o goleiro João Paulo fez uma boa defesa.

PRÓXIMA RODADA - ALAGOANO

Na quarta-feira, o CSA recebe o Murici, às 20h30, no Estádio Rei Pelé. Na quinta, o Santa Rita enfrenta o Dimensão Saúde, no Estádio Manoel Moreira, em Capela. O jogo está marcado para às 20h30, com portões fechados.

Ficha técnica

Santa Rita
1- João Paulo
2- Anderson
3- Jean
4- Wellington
6- Caio
5- Esdra
8- Bruno
7- Paulinho (20- Tenório, aos 16' do 2º tempo)
10- Jairo 18- Igor, aos 37' do 2º tempo)
11- Yan (21- Gabriel, aos 23' do 2º tempo)
9- Márcio Telê
Técnico: Toninho Pesso
Banco: 12- Pavão, 13- Andrade, 14- Carlos Henrique, 15- Claudevan, 16- Ademar, 17- Mateus Costa, 18- Igor, 19- Davi, 20- Tenório, 21- Gabriel e 22- Fernandinho.

CSA
31- Mota
2- Celsinho
3- Leandro Souza
4- Rodrigo Lobão
6- Rafinha
5- Dawhan
8- Boquita
11- Marcos Antônio (20- Bruno Veiga, aos 43' do 1º tempo)
10- Daniel Costa (7- Echeverría, aos 16' do 2º tempo)
19- Didira
9- Michel (32- Maxuell Samurai, aos 40 do 2º tempo)
Técnico: Flávio Araújo
Banco: 1- Dalton, 13- Cristiano, 14- Talisson, 15- Paulinho, 16- Yuri, 17- Caíque, 30- Bruno Veiga, 32- Maxuell Samurai e 7- Echeverría.

Gols
Santa Rita: Gabriel (26' do 2º tempo) e Márcio Telê (34' do 2º tempo).
CSA: Didira (19' do 2º tempo e aos 28' do 2º tempo).

Cartão amarelo
Santa Rita: Anderson.
CSA: Dawhan, Bruno Veiga.

Arbitragem
Árbitro: José Reinaldo Figueiredo (CBF/AL);
Auxiliar 1: Pedro Jorge Santos de Araújo (CBF/AL);
Auxiliar 2: Benílson dos Santos (FAF);
4º árbitro: Felipe Wanderley Uruba (FAF).

Fontes: GE e TNH1

A TORCIDA MAIS FANÁTICA DO NORDESTE DO BRASIL!

O show da torcida Azulina

O show da torcida Azulina
...o trapichão é nosso!